Ads Top

Sua libido sumiu? Calma: falta de tesão nem sempre é um problema


Encontrar fórmulas para trazer o tesão de volta é uma das tarefas mais simples do mundo. Com qualquer busca rápida no Google você pode aprender qual é o seu tipo de tesão, quais são os culpados por você não ter vontade de transar, os pontos inusitados que te dão mais prazer, maneiras que ficar cheia de vontade ~da coisa~ e soluções variadas para recuperar o tesão desaparecido. Mas encontrar quem diga “está tudo bem, amiga” é uma tarefa complicadíssima.

A verdade é que vivemos em um mundo que hipersexualiza tudo, principalmente a mulher, e a gente tem meio que obrigação de estar sempre fogosa e pronta para noites calientes de amor – mesmo que durante a vida toda tenham nos ensinado que certo mesmo é ser casta! Só que nem sempre as coisas são assim. Nossa vida é cheia de ciclos e tem horas que o mais a gente mais quer é deitar de conchinha – com outra pessoa, um felino ou um travesseiro de corpo inteiro – e apenas ficar lá, deitadinha.
Conversamos com dois especialistas em sexualidade para entender se realmente está tudo bem quando a gente não quer nem pensar em sexo e a resposta é: ficar até seis meses sem vontade de transar é normal e você não precisa se preocupar. “É importante lembrar que todos nós podemos ter algum tipo de diminuição da libido. Com a nossa vida moderna, não é possível estar sempre com desejo”, explica Ivaldo Silva, ginecologista, coordenador e professor adjunto da Universidade Federal de São Paulo.

Você se preocupa com tantas coisas e gasta energia de tantas formas que até mesmo a energia sexual acaba sendo gasta em outras coisas. O músico indie Júpiter Maçã já falava em uma de suas músicas que “energia sexual mal dirigida pode ser uma fria” e tem momentos em que é muito mais garantido direcionar esse pique todo para algo que não vai nos dar trabalho depois!
Perder o tesão pode ser emocional ou físico. Se você achar que é físico, é interessante investigar o problema. A ginecologista e obstetra Erica Mantelli sugere que você procure um médico: “Fisicamente podem ocorrer alterações hormonais, diabetes, alterações da tireóide, obesidade, uso de anticoncepcionais e outros medicamentos. Doenças vaginais como inflamações e infecções podem causar dor e com isso também levar à uma consequente diminuição da libido”, explica. Ivaldo completa: “Estresse, ansiedade, depressão, brigas, desgaste da relação e filhos podem diminuir o tesão. Mas isso acontece principalmente quando você perde sua autoestima”.

A perda da autoestima pode se dar por diversos motivos. Desde não estar feliz com o trabalho até não se sentir valorizada pelo parceiro. E se você não quer transar, por que transaria? Não há nada mais agressivo do que fazer algo contra sua vontade.
A ginecologista aponta que é importante tentar entender de onde vem essa falta de desejo: “É importante enfrentar e não fugir da situação. A sexualidade deve ser vivenciada de maneira plena e prazerosa. Se acarretar dificuldade ou sofrimento, deve ser avaliada”. E não é que isso vale para todos os aspectos do relacionamento? Nada que seja forçado ou te faça sentir que é uma obrigação vale a pena. Tudo bem não ter tesão. E tudo bem ter tesão demais. O importante é ser fiel a você mesma.

Se você gostou das minhas dicas, continue acompanhando o blog da Mayumi Ohasi e me siga nas redes sociais: Facebook, Instagran  Tumblr ☺ !
Tecnologia do Blogger.